Você de novo / You again

Você de novoPor que você está de volta na minha vida? Eu não pedi por isso.Eu quero seguir em frente,eu preciso seguir em frenteMas você insiste em me assombrar Por favor, deixe tudo no passado.Por favor, deixe-me esquecer ainda que por um momento quevocê e eu poderíamos ser nós.Deixe-me esquecer que qualquer diaeu pensei queContinue reading “Você de novo / You again”

Um poema para reclamar / A poem to complain

E lá vai ela reclamar de novo com a bucho cheio. Querendo que tudo seja perfeito. Quando ainda se perde na preguiça e nos pensamentos.Querendo um milagre bater a sua porta e de preferência a chame pelo nome. Ela quer viver de escrever, mas não escreve.Ela quer ir embora, mas não vai.Ela quer perder peso, mas estáContinue reading “Um poema para reclamar / A poem to complain”

Chuva de Verão / Summer Rain

Depois de mais um dia de muito sol, a chuva veio O cheiro de terra molhada era carregado de memóriasDe tempos em que sorrir era muito mais simples. O barulho da chuva se confundia entre os risos de um passado esquecido,e a natureza iniciando um novo ciclo. As memórias sintonizam como em um rádio.As paisagens seContinue reading “Chuva de Verão / Summer Rain”

Atentado à felicidade / Happiness attempt

Liberdade ao sentir,pela primeira vez permitirque o coração pulse destemido. Não mais me preocupar,sem tempo para questionaro que não faz mais sentido. Sorrir, amar e repetir,viver, colher e conseguir,meus sonhos diante dos olhos A esperança em reimaginar,mais uma vez reinventar,felicidade estampada em fotos. Freedom to feel,for the first time, to allowthe heart to beat fearlessly.Continue reading “Atentado à felicidade / Happiness attempt”

Contradições / Contradictions

O sol não aquece, o sorriso não consolaA alegria não contagia. Respiração profunda,coração em prantos,dias sem fim. O vinho não inebria,o chocolate não é doce,o café não revigora. As horas não passam,o remédio não faz efeito,a angustia não alivia. A decisão certa, mas não desejada,A mente inquieta, mas sem direção. The sun doesn’t warm,the smileContinue reading “Contradições / Contradictions”

As lágrimas / Tears

Eu tento,o pensamento é incoerente,a razão inexistente,mas as lágrimas continuam a cair. Eu penso,o dia é comum,não há notícias, não a dor,mas as lágrimas continuam a cair. Eu disfarço,como se nada estivesse acontecendo,como se meu coração não estivesse sofrendo,como se não houvesse uma vontade involuntária de chorar. Eu entristeço,ainda que confusa pelo vazio,ainda que desconheçaContinue reading “As lágrimas / Tears”

A perfect world / Um mundo perfeito

In a perfect worldI have a perfect life,have the job of my dreamsand wake up every morning smiling. In my perfect worldI traveled everywhereI have learned so muchAnd I am always ready for something new But I don’t know where this place is at.I am trapped, living in a world that is not mine,spending daysContinue reading “A perfect world / Um mundo perfeito”

(Des)amado IV / (Un)loved IV

AdeusEu achei que esse momento não chegaria Eu não estou prontaMas os pesadelos perturbam meu diaE eu preciso seguir minha vida AdeusEu já deletei nossas fotografiaDei embora tudo que era seu e estava em minha vidaNão sei mais o cheiro do perfume que tanto me atraiaEsqueci o som da voz que escutava todo diaE vouContinue reading “(Des)amado IV / (Un)loved IV”

(Des)amado III / (Un)loved III

Os lugaresAs palavrasOs abraçosOs beijosNada foi real Os sonhosAs promessasO desejoO tempoNada foi real Meus anseiosSuas certezasMinha convicçõesNossos planosNada foi real Sem inícioSem fimSem amorPorque nada é real além da solidão The placesThe wordsThe hugsThe kissesNothing was real The dreamsThe promisesThe desireThe timeNothing was real My yearningsYour certaintiesMy convictionsOur plansNothing was real No beginningNo endNoContinue reading “(Des)amado III / (Un)loved III”

Eu, as palavras e você / The words, you and I

Eu sempre fui feliz com as palavras.Elas completavam minha vida,elas preenchiam o vazio que eu sentia, elas eram capazes de me representar. Eu sempre fui feliz com as palavras.Porque elas sempre encontraram respostas,elas nunca me deram as costasmesmo depois de tanto ignorá-las. Eu sempre fui feliz com as palavras,mas ai você chegou E as palavrasContinue reading “Eu, as palavras e você / The words, you and I”